Notícias
Prefeitura Municipal de Borda da Mata - Itens filtrados por data: Domingo, 16 Junho 2019

Mesmo sem repasse de R$ 6,7 milhões do Estado, município realiza série de obras, mantém serviços básicos e contas em ordem. Para gestores, cidade consegue superar crise graças à eficiência administrativa, rigor fiscal e prioridades bem definidas no atendimento às demandas da população

 

A Prefeitura de Borda da Mata chega a junho de 2019 com uma série de obras importantes em andamento. Pavimentação de ruas, construção de mais uma unidade de educação infantil, reforma de centros esportivos e até a ampliação do cemitério municipal integram o pacote de realizações em fase de finalização. Com tantas obras em curso, pode não parecer, mas o município enfrenta, desde 2017, uma drástica redução de recursos em caixa por conta de valores retidos pelo governo do Estado.

 

De 2017 até maio de 2019, deixaram de ingressar nos cofres municipais cerca de R$ 6,7 milhões. O montante representa 20% de tudo que o município arrecada ao longo de um ano. Para se ter uma ideia da falta que a verba faz à cidade, pode-se tomar como exemplo duas importantes obras em curso.

 

O novo Centro Municipal de Educação Infantil, CEMEI II, que está quase pronto para ser inaugurado, demandou um investimento de R$ 1,3 milhão. A verba não repassada pelo governo do Estado daria para construir cinco unidades idênticas e ainda sobraria uns trocados.

 

Outra obra que pode ajudar a medir o tamanho do rombo causado pelo governo do Estado é a pavimentação da Rua Agrícola Monteiro de Carvalho, no bairro Santa Cruz. Aguardada há anos pelos moradores, ela está quase pronta. Para tirá-la do papel, foram necessários R$ 252,5 mil. Tivesse recebido os valores devidos pelo Estado, o município poderia ter pavimentado 26 ruas semelhantes à via do Santa Cruz.

 

Como explica o prefeito André Marques, não é à toa que obras tão esperadas como a pavimentação da Rua Agrícola Monteiro de Carvalho demoram a sair do papel. “Os recursos do município são muito escassos mesmo em tempos de bonança. Quando vem a crise, então, é preciso um enorme esforço para fechar as contas no final do mês. Como conseguimos, mesmo assim, realizar obras como essa? Elegendo prioridades e correndo atrás de recursos, como nesse caso específico, que obtivemos uma emenda parlamentar do deputado Bilac Pinto”, detalha o político.

 

O mesmo raciocínio vale para o novo CEMEI cujos recursos vieram do governo federal. Ainda assim, a captação de recursos junto à União não garantiria a realização se o município não estivesse com as contas em ordem. Afinal, foram necessários R$ 650 mil de recursos próprios para obras do entorno da unidade educacional, que envolveu pavimentação, drenagem e muro de arrimo. Sem esse investimento, o CEMEI jamais sairia do papel.

 

Marília Sáber, a diretora do departamento de Administração e Finanças, acredita que os resultados são fruto de muito comprometimento e disciplina fiscal. “Olha, não é uma tarefa simples. Com a crise econômica, automaticamente a arrecadação diminui e a retenção de repasses do governo do Estado nos últimos anos fez esse quadro piorar muito. Para muitos municípios, foi o fim. Para Borda da Mata, são tempos muito difíceis, mas com grandes conquistas. Os resultados que conseguimos alcançar, apesar de todas essas adversidades, é a razão entre critérios muito bem estabelecidos para aquilo que é prioridade no atendimento às demandas da população e o que o município realmente tem capacidade de realizar sem se endividar e comprometer suas atividades básicas em saúde e educação, por exemplo”, avalia.

 

Infraestrutura

Com um olho nas contas e outro nas demandas prioritárias da população, o município se prepara para entregar obras muito esperadas pelos moradores. É o caso da Rua Agrícola Monteiro de Carvalho, no Santa Cruz, onde a espera ultrapassava décadas.

 

Outra realização aguardada há muito pelos moradores é a pavimentação de vias no Bairro Santa Rita. O início das obras no local aguarda apenas uma liberação da Caixa Econômica.

 

Esporte

A Prefeitura ainda segue com a reforma do Estádio Municipal, que será reinaugurado no período de comemorações do Aniversário de 95 anos da cidade. Já o Poliesportivo terá as obras retomadas em breve, já que o município rescindiu o contrato com a empresa que realizava os trabalhos no local por descumprimento de contrato. A segunda colocada no processo licitatório já assinou novo contrato e, nos próximos dias, retoma as obras para finalizar a reforma.

 

Educação

Prestes a ser entregue, o CEMEI II terá capacidade para atender até 120 crianças de 0 a 5 anos e deixa o município resguardado para atender a demanda dessa faixa etária. “Quando enfrentamos desafios como a crise atual, tendemos a resolver os problemas que vão aparecendo e esquecemos de olhar para o futuro. Talvez esse seja nosso grande desafio, solucionar os problemas do presente e deixar a cidade preparada para um futuro com prosperidade e qualidade de vida. É com este objetivo que estamos trabalhando sem descanso”, propõe o prefeito André Marques.

 

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias

Filtro por data

« Junho 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Mais lidas