Notícias

Atenção, carinho, respeito. É o que todo mundo espera receber no dia a dia, principalmente os mais velhos. Mas nem sempre filhos e netos têm paciência com os idosos de casa, aí podem gerar situações bem complicadas, até de violência. O senhor Benedito Cândido, de 63 anos, afirma que sabe que existe essa situação “já vi sofrer na família nossa, até descombinei com um cunhado meu.”

A violência contra a pessoa idosa é uma realidade no Brasil. Em Borda da Mata não é diferente. Uma das maiores demandas do Cras é a denúncia ou pedido de socorro pelos próprios idosos acerca de todos os tipos de violência sofridas por parte de filhos adultos e familiares.

De acordo com a coordenadora do Cras Sebastiana Marques, Marcela Machado, “a ação do Cras nesse momento é tentar trazer a família para uma reunião com os técnicos da Assistência Social, muitas vezes também com os técnicos da Saúde, para entrar em um acordo. Trazer para essa família uma conciliação. Se a gente não tiver sucesso com as reuniões e com o acompanhamento, o caso é encaminhado ao Ministério Público para as medidas cabíveis.”

É aquela história do conflito de gerações e de interesses. O senhor José Benedito, de 66 anos, conta “os filhos hoje não obedecem aos pais, se eu falo ‘não vai’, eles falam: ‘o senhor não sabe nada’.”

Esta semana começou com o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa – 15 de junho. O Governo Federal lançou uma cartilha sobre o tema. O Governo do Estado deu início a uma campanha que se estende até o final do mês (15 a 29 de junho) para discutir a realidade e assim prevenir situações de violência com os idosos. E o Cras Sebastiana Marques, em Borda da Mata, segue no trabalho de mediação e conscientização das famílias.

No auge dos 72 anos, a senhora Marilene Freitas é categórica “os pais cuidaram tanto dos filhos e agora no fim da vida vai ser maltratado e abandonado? Então os filhos têm a obrigação de cuidar dos pais. ”

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias

Você não está sozinha! A mensagem é de uma rede de apoio formada por mulheres com o objetivo de ajudar outras mulheres que sofrem com a violência doméstica. Com a participação de 17 mulheres, um vídeo divulga números de telefone que podem ser úteis para prestar ajuda, como da Central de Atendimento à Mulher, da Polícia Militar, do Cras de Borda da Mata e até um aplicativo da Polícia Civil de Minas Gerais.

De acordo com a coordenadora do Cras, Marcela Machado, “com a pandemia e o isolamento social, os dados apontam para o aumento expressivo das agressões contra mulheres, por isso o objetivo da campanha é indicar que existe em nosso município uma rede de apoio para que possamos ajudar na orientação e empoderamento dessas mulheres. Não apenas esposas, mas filhas, avós podem ser vítimas, agressões em geral contra a mulher”.

Segundo o Instituto Maria da Penha, a cada 2 segundos, uma mulher é vítima de violência física ou verbal no Brasil. Os números são preocupantes e indicam ainda a incidência de violência com arma de fogo, assédio no trabalho, perseguição na rua, além de ameaças.

A campanha idealizada pelo Cras Sebastiana Marques envolve profissionais da Saúde, Educação, Administração e Desenvolvimento Social da Prefeitura. Representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Apae e Conselho Tutelar, além de mulheres da comunidade participaram da ação. O Tribunal de Justiça também contribuiu com a campanha.

Para Elisete, participar da campanha foi uma maneira de alertar as mulheres que possam estar sofrendo com algum tipo de agressão "conversar com outras pessoas, procurar ajuda é importante sim porque tem muitas mulheres sofrendo."

 

As fotos foram tiradas em casa e enviadas para a coordenação do Cras/Comunicação. Outras fotografadas em ambiente de trabalho, mas com a devida distância respeitada, apenas o tempo necessário da fotografia. Por isso, apenas as profissionais de saúde, fotografadas na Unidade de Saúde estão utilizando máscaras. 

 

No vídeo, as mulheres apresentam a seguinte mensagem:

 

ESTE VÍDEO É SEM SOM PARA SUA SEGURANÇA.

ATENÇÃO, MULHER:

SE VOCÊ SOFRE ALGUM TIPO DE VIOLÊNCIA, QUE PODE SER FÍSICA, PSICOLÓGICA, SEXUAL OU PATRIMONIAL

OU CONHECE ALGUÉM QUE CONVIVE COM UM AGRESSOR,

EXISTE UMA REDE DE APOIO PARA TE AJUDAR.

VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHA.

TEM ALGUNS NÚMEROS QUE VOCÊ PODE LIGAR:

EM CASO DE URGÊNCIA – 190

CENTRAL DE ATENDIMENTO À MULHER – 180

CRAS 3445 4985

APLICATIVO DO PROGRAMA MG MULHER

NÃO SE CALE, PEÇA AJUDA

VOCÊ PODE COMBINAR UM CÓDIGO DE EMERGÊNCIA COM PESSOAS PRÓXIMAS

COMBATE A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

É UM DEVER DE TODAS NÓS

COMPARTILHE. ESTAMOS COM VOCÊ.

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias

A relação entre pais e filhos foi tema do último encontro do ano na oficina de famílias do Cras, em Borda da Mata. A psicopedagoga Alessandra Sábio comandou o bate papo em que foi possível tirar dúvidas, dar exemplos e ajudar com sua experiência em casos semelhantes.

Participaram do encontro também a assistente social Evelyn Freitas, o oficial administrativo Léo Guimarães e a coordenadora do Cras, Marcela Machado. “Muito bom poder acompanhar as famílias e possibilitar ajuda por meio da equipe técnica do Cras” pontua Marcela. Cerca de 20 pessoas participaram do encontro no dia 06/12, na Associação Comercial.

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias

Para encerrar as atividades 2019 da Oficina de Famílias, a equipe do Cras Sebastiana Marques em Borda da Mata promove, no dia 05/12, às 18h, a palestra com a psicopedagoga Alessandra Sábio, com o tema “Relações que educam – pais e filhos”. O encontro é para as famílias que participam do grupo do Cras e também é aberto a toda a comunidade.   

 

O evento vai acontecer na Associação Comercial – Rua Francisco Marques da Costa, 115 – Centro. Ao final da palestra, terá confraternização com lanche para todos os participantes.

 

MAIS INFORMAÇÕES

Cras Sebastiana Marques

Rua Eduardo Amaral, 525 - Centro

3445 4980

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias

O Natal já chegou no Cras Sebastiana Marques em Borda da Mata! Cerca de 100 presentes já estão embrulhados e começaram a ser distribuídos para as famílias que passam por atendimento, participam dos grupos e procuram o Centro de Referência para buscar informações socioassistenciais.

A coordenadora do Cras, Marcela Machado, conta que os brinquedos foram arrecadados ao longo do ano “tem brinquedos, utensílios, doces. São presentes singelos, mas que tem o intuito de tornar o Natal das crianças e das famílias que acompanhamos mais feliz”.

 

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias

O Dia da Beleza do Cras aconteceu na tarde de 23/10, com o intuito de proporcionar um dia de cuidado e atenção para o bem-estar das mulheres atendidas pelo Cras. De acordo com a coordenadora do Cras, Marcela Machado, as atividades  preparadas foram todas voltadas para a valorização da mulher, realizadas neste mês por conta da campanha Outubro Rosa, que chama a atenção para o cuidado com a saúde da mulher. "Foi um dia muito especial, pois esse é o objetivo do Cras: é a troca de experiências, a vivência com outras pessoas, trabalhamos criar vínculos e despertar o interesse da sociedade nos serviços e ações do Cras é um marco que estamos atingindo por estabeceler esta confiança entre as pessoas atendidas pela equipe."

 

Entre as ações do Dia da Beleza, dinâmicas com a estagiária de psicologia Larissa Monteiro e a coordenadora Marcela. Os profissionais André Leite e Jefferson Souza realizaram escova e maquiagem nas participantes para realçar a beleza que muitas vezes fica escondida na correria do dia a dia. Para a participante Débora Freitas, desde que começou a participar do Grupo de Mulheres do Cras,  notou que ficou mais atenciosa para a própria saúde e bem-estar "a ajuda dos profissionais é muito importante, pois ativa a autoestima e nos dá força para começar  a praticar exercício físico, por exemplo. Se a gente está bem com a gente, fica mais fácil cuidar da família também." As mulheres também participaram de uma sessão de fotos em um cenário preparado pela decoradora Dani Guedes, que também decorou o espaço. 

 

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias

Com o intuito de proporcionar um dia de cuidado e atenção para o bem-estar das mulheres atendidas pelo Cras, a equipe do Centro de Referência de Assistência Social preparou uma tarde para atividades de valorização da mulher. Na programação terá roda de conversa com psicóloga, presença de cabeleireiros e maquiadores que vão dar dicas de cuidados com a beleza no dia a dia e ainda vão produzir as mulheres para uma sessão de fotos.

O evento vai acontecer no segundo piso do Terminal Rodoviário, na sala em frente ao Conselho Tutelar. Todas as mulheres de Borda da Mata podem participar, basta realizar a inscrição no Cras até o dia 22/10. O Dia da Beleza acontece no dia 23/10 a partir das 14h.

 

Informações e inscrições:

Cras Sebastiana Marques

Rua Eduardo Amaral, 525

Atendimento: 8h às 17h 

Segunda a sexta-feira

3445 4985

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias

Os alunos que participaram do curso de Gastronomia na carreta-escola do Senac, em Borda da Mata, já podem retirar os certificados de conclusão no Cras Sebastiana Marques. As aulas aconteceram durante o mês de agosto para quatro turmas com o chef de cozinha Douglas Pereira. Ao todo, cerca de 60 pessoas fizeram o curso que ensinou truques da cozinha profissional. 

O curso faz parte do Projeto Qualifica Borda da Mata, oferecido pela Prefeitura em parceria com o Funemp (Fundo Especial do Ministério Público), com o objetivo de qualificar a mão de obra em diferentes áreas no município. Em vigor desde 2017, o projeto já ofereceu cursos de Costura Industrial, Processamento de Leite e Derivados, Cuidador de Idoso, Informática, Eletricista, Técnicas de Garçom, Atendimento ao Cliente, Preços e Custos de Venda e Excelência em Vendas para aproximadamente 800 pessoas.   

 

Cras Sebastiana Marques

Rua Eduardo Amaral, 525

Atendimento: 8h às 17h 

Segunda a sexta-feira

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias

Falar sobre determinado assunto e não ter medo de expor sentimentos são a melhor maneira de enfrentar o preconceito e quebrar tabus, principalmente para diminuir um sofrimento que não é visível fisicamente. A campanha Setembro Amarelo acontece em todo o país durante o mês e tem o objetivo de trazer à tona discussões que possam ajudar aqueles que sofrem e muitas vezes tentam suicídio “a pessoa que tenta suicídio e aquela que se suicida não quer a morte, mas quer acabar com o sofrimento. Suicídio é sofrimento”, explica a enfermeira da Estratégia Saúde da Família (ESF) Aline Siqueira, que ao lado da psicóloga Rosana dos Santos comandaram uma roda de conversa com pais e familiares de adolescentes, no dia 25/09, em Borda da Mata.

 

A palestra foi uma parceria com o Cras para compartilhar informações como sinais de alerta e estatísticas relacionadas ao suicídio com adolescentes. Para Amanda Bastos que participou da palestra, “o assunto foi passado de forma muito clara e objetiva, me chamou a atenção a rede de apoio que existe para as pessoas que apresentam necessidade de cuidado psicológico, desde as escolas, agentes, assistentes e psicólogos, todos treinados pra detectar e ajudar na solução. Existe saída... o final pode ser feliz.”

 

Durante todo o mês de setembro foram realizadas ações para promover a valorização da vida e levar a saúde mental aos diversos espaços. No distrito do Sertãozinho, foi realizado o projeto “Caixinha da Esperança”, com o objetivo de promover a autoestima dos alunos da Escola Estadual Dom Otávio Chagas de Miranda e integrá-los, podendo assim auxiliá-los em uma convivência saudável. Aconteceu também uma conversa de sensibilização com os professores da escola a fim de que pudessem estar alerta aos sinais e mudanças de comportamentos dos alunos. A caixinha também foi colocada em unidades de saúde do município.

 

A enfermeira Aline lembra que em anos anteriores, as ações do Setembro Amarelo aconteceram em todas as escolas do município, tendo como público-alvo os adolescentes. Importante salientar que as ações de prevenção ao suicídio não se esgotam no mês de setembro: “o município conta com seis equipes de ESF, que juntamente com todos os serviços da rede, promovem o trabalho de prevenção em sua rotina. ”

 

Matriciamento em Saúde Mental para a Atenção Primária à Saúde

 

Em Borda da Mata, os profissionais que atuam nas equipes da Estratégia Saúde da Família – agentes comunitários, técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos – estão participando de uma série de treinamentos em Saúde Mental com o objetivo de ajudar famílias e encaminhá-las aos profissionais da Unidade Básica de Saúde de referência e aos demais serviços de saúde ofertados no município.

Como explica a secretária de saúde Rosaly Esther, “matriciamento é um novo modo de produzir saúde em que duas ou mais equipes, num processo de construção compartilhada, criam uma proposta de intervenção pedagógico-terapêutica”.

O primeiro encontro aconteceu no dia 13/09 e foi conduzido por profissionais do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) Aldeia Vira Mundo de Pouso Alegre. Os próximos encontros acontecem em outubro, novembro e dezembro.

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias
%AM, %20 %502 %2019 %08:%Mar

Grupo de mulheres do CRAS

Neste mês das mulheres, o Cras Sebastiana Marques dá início a um trabalho direcionado exclusivamente para o público feminino.

O projeto contará com encontros quinzenais e teve início no dia 18/03, com a palestra MULHERES CONFIANTES, RESULTADOS FASCINANTES da coach de mulheres Selma Pegoraro.

O próximo encontro acontecerá no dia 01 de abril às 18h30 no Cras e será conduzido pela psicóloga Lethycia Santos.

O grupo tem como objetivo orientar as mulheres sobre seus direitos, sobre fortalecimento pessoal, auto confiança e respeito. Faz parte do projeto palestras e rodas de conversa com profissionais e outras mulheres que possam compartilhar suas histórias de vida.

“O Brasil registra 606 casos de violência doméstica e 164 estupros por dia. Estima-se que menos de 10% dos estupros sejam comunicados à polícia. Aqui em Borda da Mata a equipe do Cras tem conhecimento de muitos casos de violência contra a mulher que não são denunciados e nos quais a mulher se nega a procurar ajuda. Foram esses dados que nos motivaram a iniciar esse trabalho tão importante” diz Lethycia.

Todas as mulheres estão convidadas a participar do grupo. Procure o Cras e faça sua inscrição.

Compartilhar nas redes sociais:
Publicado em Notícias
Página 1 de 2

Filtro por data

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30        

Mais lidas